emergências
41 3342 2525
comercial
41 3342 5900


Destaques

Fique por dentro dos acontecimentos e novidades.


03/12
2018

A PROXIMIDADE DO VERÃO E OS RISCOS DAS DIETAS MILAGROSAS


TOP FIVE ESPECIALISTA

EDIÇÃO 2

Profissional convidado: FABIANO LAGO – Endocrinologista


 

A PROXIMIDADE DO VERÃO E OS RISCOS DAS DIETAS MILAGROSAS



Final do ano chegando, academias lotadas e amigas trocando dicas e novidades em dietas radicais para fazer bonito ainda neste verão.


Como se esquecessem de que verão é verão todo ano na mesma época, muitas pessoas deixam para cuidar do corpo nos 45 minutos do segundo tempo e acreditam que farão um “grande gol” em resultados milagrosos.


A pressa em se conquistar o corpo ideal passa muitas vezes por cima da lógica e do bom senso, resultando em episódios desagradáveis que não combinam em nada com o clima festivo do final de ano.


Para falar sobre esse assunto, convidamos o médico endocrinologista da Clínica Estância do Lago, Dr Fabiano Lago, para compor o TOP FIVE ESPECIALISTA deste mês, com dicas preciosas para manutenção da saúde e bem estar dentro deste cenário:



1.     Com a proximidade do verão, sabemos da incidência de muitas “dietas milagrosas”, que prometem grandes resultados em curto prazo. Qual a real efetividade dessas ações intensivas e concentradas em curtos períodos de tempo?


Dietas intensas e de curto prazo podem sim levar ao emagrecimento, porém, pelo radicalismo e falta de adequação ao perfil de cada pessoa, elas se caracterizam por serem transitórias, não se sustentando no médio e longo prazo. 


Dessa forma, acabam sendo ineficazes e muitas vezes perigosas, pois cada pessoa tem um perfil e cada organismo uma necessidade, o que exige diagnóstico e dietas personalizadas.



2.     Quais os principais efeitos colaterais no organismo e no bem estar em geral, para quem se submete a esse tipo de dieta?


A falta de personalização e estudo das necessidades de cada paciente - ao seguirem dietas genéricas indicadas por amigos ou a mídia em geral - faz com que as pessoas tenham efeitos colaterais inesperados, podendo muitas vezes se agravar.


Episódios de hipoglicemia, queda de pressão, enxaqueca, irritação, fraqueza em geral, hipovitaminose, queda de cabelo, entre outros, são sintomas comuns nesses casos.


Além do fato de se caracterizar por ser uma dieta transitória, o que leva ao indesejado efeito sanfona.



3.     Analisando sob uma ótica mais preocupante, quais os riscos e consequências mais graves, a longo prazo, para quem utiliza de tratamentos extremos em torno do emagrecimento a qualquer preço?


Como mencionado na questão anterior, o efeito sanfona é um dos principais vilões das dietas rigorosas e de curto prazo, que gera uma tendência maior ao ganho de peso (pois o organismo passa a absorver a comida de forma muito mais intensa). 


A consequência disso é uma piora na autoestima, muitas vezes gerando um agravante psicológico e aumento de tendência depressiva.


O uso de medicamentos, termogênicos e moderadores de apetite sem controle médico, também aumentam o risco de arritmia cardíaca, aumento da pressão arterial, formação de coágulo e até AVC.



4.     Dentro de uma visão realista e saudável, qual o tempo mínimo necessário para o organismo responder de forma eficaz e segura a um tratamento de perda de peso?


Cada corpo tem um relógio biológico, um metabolismo e peso característico, o que faz com que cada pessoa reaja de forma diferente.


O mais importante no processo de emagrecimento não é quanto tempo levará para perder peso, mas sim, por quanto tempo conseguirá manter. 


Uma dieta eficaz é aquela que se sustenta de maneira satisfatória em longo prazo.



5.     Qual a “dica da profissional do mês” para tentar nessa reta final do ano, associar resultados efetivos e saudáveis?


Não existe uma “receita de bolo” que se adeque a todo mundo. 


O recomendado é sempre procurar um profissional especializado (endocrinologista e nutricionista) para desenvolver um plano de emagrecimento personalizado para sua realidade.


Mas de maneira geral, algumas dicas podem ajudar:


- Gastar mais energia do que come, ou seja, associar exercícios físicos regulares e de intensidade moderada.

- Não ficar grandes períodos sem se alimentar.

- Dar preferência a alimentos de origem proteica.

- Criar formas alternativas e criativas de alimentação, que não restrinjam o prazer, assim, a percepção de sacrifício será menor e a dieta tende a se manter por mais tempo.




A PROXIMIDADE DO VERÃO E OS RISCOS DAS DIETAS MILAGROSAS
Fonte: FABIANO LAGO – Endocrinologista




14/11
2018

QUANDO A PRESSA PRECISA SER AMIGA DA PERFEIÇÃO


Nem só com velocidade se atende um chamado.

Pelo menos, não deveria ser assim.

Quando um serviço de emergências médicas é acionado, estamos diante de uma situação que envolve problemas na saúde, bem estar e não raro, na vida de pessoas.

Sim, de pessoas. Estamos falando de seres humanos, com dores, emoções e fragilidades.

Pesquisas revelam que a cada ano, aumenta o número de chamados em torno de sintomas provenientes das “dores da alma”.

Neste sentido, a medicina e a mais revolucionária evolução científica em torno de pesquisas, teses e medicamentos, ainda não descobriram remédio tão eficaz quanto a empatia e a capacidade de tocar verdadeiramente uma alma angustiada.


Porém, nem tudo é emocional. Há que se falar sobre doenças, acidentes e ocorrências graves, típicas de urgências e emergências médicas.

Ainda assim, uma pergunta reforça a mesma ótica: diante dessas situações, quem está por trás da dor, do ferimento, da angustia em solução?

Um ser humano.

Ser humano este fragilizado, por vezes assustado e, em muitos casos, confiando sua própria vida nas mãos de outras pessoas.


Olhando sob essa perspectiva, a Plus Santé Emergências Médicas, empresa que está há 17 anos neste mercado, não mede esforços para ser e continuar sendo, a empresa mais preparada na prestação de um serviço humanizado e diferenciado.

Entre treinamentos, cursos e vivências de situações de alta complexidade, a equipe se destaca pelo profissionalismo e eficácia, somados a cuidados e habilidades comportamentais que fazem toda a diferença.


Segundo Mauren Colombo, Diretora da empresa: “Aqui, paixão e estrutura de ponta se encontram, em um serviço humanizado e altamente capacitado.

O resultado disso é a total confiança e tranquilidade de nossos clientes.

Nos momentos em que a vida pede passagem, é preciso unir velocidade a todos esses outros pontos, unir pressa à perfeição, para que se possa, de fato, levar a vida na preferencial.”



QUANDO A PRESSA PRECISA SER AMIGA DA PERFEIÇÃO




23/10
2018

TOP FIVE ESPECIALISTA EDIÇÃO 1


TOP FIVE ESPECIALISTA

EDIÇÃO 1

Profissional convidado: Dra. Cláudia Ciuffi - Otorrinolaringologista



COMO SOBREVIVER ÀS “ITES” DE UMA CIDADE “BIPOLAR” COMO CURITIBA


Chuva, frio, sol, chuva e frio de novo. Tempo seco e úmido se alternam.

Extremos de temperatura em curtos períodos de tempo.
Algum curitibano típico facilmente diria: “Essa é a nossa cidade bipolar”.
 
Até aí não temos muito que fazer, a não ser compor a estatística de 10 entre 10 curitibanos, que reclamam sobre a instabilidade do tempo em nossa querida cidade.
 
Junto com o mal-estar ocasionado, vem a preocupação com a saúde e a maior incidência de infecções de vias aéreas (rinites, sinusites, etc), comuns nestes períodos em que temos bastante variação no clima.

Para falar sobre esse assunto, convidamos a Otorrinolaringologista, Dra. Cláudia Ciuffi, para compor o TOP FIVE ESPECIALISTA deste mês, com dicas preciosas para manutenção da saúde e bem estar dentro deste cenário:


1.     De que forma as mudanças bruscas de temperatura, favorecem as famosas “ites” que tanto incomodam?


Algumas pessoas tem sensibilidade às mudanças de temperatura e o nariz reage com um inchaço da mucosa nasal, como se fosse uma alergia. Esse inchaço provoca obstrução nasal e secreção, que no início pode ser clara e conforme vai piorando o quadro pode ficar amarelada.

Pessoas com desvios de septo ou carne esponjosa podem perceber um bloqueio maior da via aérea dificultando ou impedindo a saída dessas secreções.  

O que no início parece uma gripe pode virar sinusite se o quadro se prolongar por mais do que uma semana.

E quando a sinusite não é corretamente tratada, corre o risco de se tornar crônica.

 

2.       Quais os principais sintomas associados a essas doenças que muitas vezes são confundidos com outros diagnósticos?

 

A rinite causa: 

  • Obstrução nasal (nariz entupido).
  • Secreção nasal transparente.
  • Coceira no nariz.
  • Espirros.

 

*Quando não tratada pode evoluir para sinusite, que causa:

  • Obstrução nasal.
  • Secreção nasal amarelada ou esverdeada.
  • Dor de cabeça tipo peso principalmente na testa, ao redor dos olhos e na região das maçãs do rosto.
  • Tosse.
  • Febre.
  • Saída de secreção da região posterior do nariz para a garganta.

 

3.       Quais as consequências mais graves de um diagnóstico errado ou não tratamento correto? 


A rinite e a gripe não tratadas podem evoluir para sinusite. A sinusite não tratada pode ficar crônica naqueles pacientes com anatomia nasal desfavorável (desvio de septo, adenoides, carne esponjosa).

Em casos mais extremos, podem ocorrer abscessos periorbitários e cerebrais, principalmente em crianças, mas felizmente isso não é comum.
 


4.       Como é possível preservar pacientes mais frágeis (idosos e crianças) das possibilidades de crises?


As pessoas alérgicas devem tratar a rinite para evitar as crises. Em casos de crise de rinite, deve ser tratada para que não evolua para sinusite.

Nos casos de desvio de septo, adenoide, pólipos nasais, esses devem ser diagnosticados através de exames como nasofibroscopia e tomografia computadorizada dos seios da face.

Se algum desses diagnósticos for confirmado, há indicação cirúrgica.


5.       Qual a dica da profissional do mês para cuidados gerais dessa especialidade associada à qualidade de vida?


As pessoas alérgicas devem se afastar de poeira, mofo, perfumes e produtos de limpeza, assim como pelos de gato e cachorro.

A higiene do ambiente também deve ser reforçada, deixando o ambiente sempre arejado, evitando cortinas, carpetes, tapetes e bichos de pelúcia.

Uma medida caseira bastante simples e muito útil é a lavagem nasal com soro fisiológico, várias vezes ao dia, para limpar o nariz das secreções nasais.

A avaliação e tratamento especializados são importantes. Mas a prevenção de crises também é fundamental.

 

 



TOP FIVE ESPECIALISTA EDIÇÃO 1
Fonte: Dra. Cláudia Ciuffi - Otorrinolaringologista




1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20»

Dr. Miguel Mariano Marzinek
Diretor Técnico Médico
CRM 16.675

Ambulância Plus Santé - Rua Gonçalves Dias, 234 - Batel - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP 80.240-340 - 41 3342 5900
As informações contidas neste site têm caráter informativo e educacional. Não devem ser utilizadas para auto-diagnóstico, auto-tratamento e auto-medicação. Quando houver dúvidas, um médico deverá ser consultado. Copyright © Plus Santé Emergências Médicas S.A. 2015 -2018 Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Desenvolvido por Casal Design Lovers